Publicidade

terça-feira, 11 de março de 2014 Sem categoria | 09:08

Eu não fui feliz, meu filho. Então você está proibido de sê-lo.

Compartilhe: Twitter
Sim, garoto, você é. Mesmo que seu pai e sua mãe achem que não. Crescer significa também enfrentá-los.

Sim, garoto, você é. Mesmo que seu pai e sua mãe achem que não. Crescer significa também enfrentá-los.

Esses dias ouvi um pai ceifando opções de carreira numa conversa que estabelecia com o filho adolescente com o vaticínio: “isso não dá dinheiro”.

Não era bem uma conversa, era mais um monólogo – o menino tentava construir uma frase, expressar um desejo, e o pai descia a marreta paterna, embalada nesse raciocínio dinheirista. Logo ele que não era assim a pessoa mais feliz do mundo no trabalho – não tinha uma carreira, tinha um emprego que lhe rendia algum dinheiro e quase nenhuma felicidade profissional.

É curioso como temos a capacidade de reproduzir como herança imposta aos nossos filhos as coisas que deram menos certo para a gente. Quase como uma sabotagem à geração seguinte – “eu não fui feliz, eu não segui minhas paixões, eu não ouvi meu coração, e tratei de obedecer meus pais, e agora você me deve tudo isso. Não ouse se realizar profissionalmente! Especialmente em alguma coisa que eu não entenda ou que não me dê orgulho”.

Esse mesmo pai, ou essa mesma mãe, segue adiante em seu modo de pensar: “Não ouse se realizar afetivamente num modelo que não seja o matrimônio heterossexual – porque eu não saberia como contar isso para os meus amigos e teria vergonha de você, além de uma sensação insustentável de ter falhado em passar os valores da geração que me precedeu para a geração que me sucederá”. Não importa que esses valores sejam velhos de muitas décadas e não representem mais a vida como ela acontece hoje. “Não ouse ter uma religião que não for a minha (pior do que tudo é não ter crença alguma) ou torcer para um time que não seja o meu ou ignorar qualquer régua fundamental à minha vida – ela deveria também reger a sua também”.

Eu, em silêncio, pensava no quanto divirjo daquele pai. Só para ficar no campo profissional: o principal objetivo de uma carreira não é ganhar dinheiro – é obter o máximo de satisfação consigo mesmo, com aquilo que você faz, com aquilo que você é. Uma carreira existe para gerar o sentimento de realização, para criar na pessoa a sensação de que ela está construindo uma obra relevante para si mesmo e para os demais. Dinheiro é consequência disso. Ele vem depois, como recompensa – não pode vir antes, como critério de escolha. A grana não é um detalhe desimportante. Ao contrário: ela é fundamental. Mas ele vem, de um jeito ou de outro, em maior ou menor medida. E ela não é a medida de todas as coisas. Nem mesmo o critério mais importante de êxito na vida. Então por que não gerar as condições para que o dinheiro seja gerado a partir de uma situação que permita a você – ou ao seu filho! – ser feliz? Fazer o que se gosta sem ganhar dinheiro pode ser uma situação bem desagradável. Muito mais desesperador é ganhar dinheiro com algo que você não tem o menor gosto de fazer.

A fala daquele pai, podando seu filho na raiz, tentando manter o garoto dentro do molde de vida que ele considerava o mais apropriado, expressava um desejo paterno de que o menino se desse bem na vida. Mas expressava, de modo muito mais eloquente, os medos que assombravam aquele pai. E as suas dificuldades para deixar que o garoto vivesse a sua vida do jeito dele – um jeito que talvez fosse completamente diverso do seu. E a arrogância de quem se agarra a clichês em franca obsolescência e acha que sabe de tudo melhor do que todo mundo – especialmente quanto o assunto é a vida dos outros.

O molde comportamental que armamos para nós mesmos, como uma armadilha mental, e que adoramos passar adiante, inclusive como forma de validarmos o molde que utilizamos para organizar nossa própria vida, é de um reducionismo atroz. Nesse processo em que uma geração quer entalhar a outra à sua imagem e semelhança – numa exercício de autoafirmação, por mais infelizes que tenhamos sido em vários aspectos de nossas vidas –, eliminamos as diferenças, as individualidades, os desejos e o sonhos particulares de quem só está começando a viver.

Para aquele pai, o molde era um uniforme corporativo – cada vez mais gasto, diga-se. Antigamente, a tríade respeitável girava em torno de medicina/advocacia/engenharia. Quem não estava aí, estava fora. Hoje, a esperança dos pais reside no quadrilátero administração/marketing/engenharia/economia. Essas seriam as chaves, imaginam eles, para encontrar um lugar ao sol no mundo corporativo. Como se só houvesse essas opções no mundo corporativo. Como se o mundo corporativo fosse a única opção de construção de um carreira digna e feliz. Como se essa fosse, sem sombra de dúvida e sem possibilidade de discussão, a melhor opção.

A falta de visão, ou de coragem, daquele pai, somada a sua soberba em impor a sua visão ao filho, de cima para baixo, sem possibilidade de arguição, numa catequese covarde e injusta, fechava portas para o garoto em vez de abri-las. O pai não se colocava como facilitador, mas como inquisidor. Um situação extremamente com a maior cara de novela das 7, mas que infelizmente continua acontecendo a rodo por aí, como um clichê lamentável.

Ou você cria seu filho para que ele tome decisões autônomas, incluindo aquelas que negam veementemente o seu jeito de fazer as coisas, ou você estará sendo um péssimo pai. Não respeitar as escolhas do seu filho é desrespeitar seu filho. E desinstrumentalizá-lo diante da vida e, pior, diante dele mesmo.

Autor: Tags: , , , , , , ,

34 comentários | Comentar

  1. 84 edileusa 15/08/2014 15:33

    Adorei !!! As pessoas acham que por ser pais “devem mandar em seus filhos” , como fossem ainda crianças, e esquecem que são pessoas individuais, seres únicos, e se preocupar menos com o que os outros vão pensar!!! “Meus” filhos devem ser felizes em suas escolhas, estarei só onde eles me puserem e vou viver a Minha Vida, depois de crescidos deixarei meu Papel de mãe. Não é por isso que deixarei de amar, mas que eles não estejam do meu lado apenas por obrigação, nascemos para evoluir e crescermos e não para ficarmos presos por valores que não calem mais. Seja feliz!!! Amo meus filhos e até sou grudenta, mas agora estou aprendendo a não os criar com opressão e medo, depois se tornaram adultos presos e não saberão se virar sozinhos viveram pedindo opinião aos outros e vivendo o que os ‘outros queriam viver, ou o que a maioria vive por ser normal.

    Responder
  2. 83 Leatha 19/08/2017 6:51

    cheap car insurance online
    [url=http://carxxinsurancexx.org/]cheap insurance for cars[/url]

    cheap car insurance
    auto insurance quotes

    Responder
  3. 82 Erma 19/08/2017 14:05

    signature loans in utah
    loans online
    get loan bad credit

    Responder
  4. 81 Linda 19/08/2017 19:24

    payday loan vancouver
    payday loans online
    bad credit payday loan direct lender

    Responder
  5. 80 Harold 21/08/2017 3:56

    viagra cheap no prescription
    generic viagra 100mg
    buy viagra uk over counter

    Responder
  6. 79 Josie 21/08/2017 6:24

    viagra cheap buy
    viagra 100mg
    cheap viagra sale uk

    Responder
  7. 78 Shayna 24/08/2017 4:19

    legitimate online gambling
    casino
    online video poker mac

    Responder
  8. 77 Nan 24/08/2017 14:44

    ipad friendly online casinos
    casino online
    online casino accepts paypal

    Responder
  9. 76 Minda 28/08/2017 13:42

    cheap viagra uk buy
    cialis generic
    order viagra online usa

    Responder
  10. 75 Rudy 30/08/2017 9:44

    cuanto sale el viagra en farmacias
    generic viagra 100mg
    how do you order viagra

    Responder
  11. 74 Cole 02/09/2017 0:08

    buy levitra mexico
    levitra prices
    order levitra uk

    Responder
  12. 73 Octavio 02/09/2017 17:03

    levitra for sale
    generic levitra
    buy levitra cheap

    Responder
  13. 72 Cinda 06/09/2017 9:11

    viagra online uk cheap
    generic viagra 100mg
    buy viagra professional

    Responder
  14. 71 Luke 07/09/2017 3:59

    cheap viagra canadian pharmacy
    generic viagra coupons
    buy cheap viagra online canada

    Responder
  15. 70 Christi 16/09/2017 14:11

    http://getloansusapersonal.com/ – payday loans
    online payday loans
    loan online

    Responder
  16. 69 Velva 18/09/2017 20:53

    http://getloansusapersonal.com/ – payday loans online
    online loan
    loan online

    Responder
  17. 68 Alice 18/09/2017 22:18

    http://getloansusapersonal.com/ – payday loan
    online loan
    online loans

    Responder
  18. 67 Annis 02/10/2017 19:12

    how to buy viagra online canada
    buy-viagra-now.net
    cheap viagra sale

    Responder
  19. 66 AlysonNgo 03/10/2017 6:54

    My friend and I went camping the other day. It was a tiring experience, as he wouldn’t let me sleep all night. He kept talking about random subjects and whined about his insomnia. I totally told him to read more and deal with it.

    Responder
  20. 65 Lucille 03/10/2017 15:06

    24 month loans
    long term personal loans
    personal cash loan

    Responder
  21. 64 Alyssa 04/10/2017 5:58

    viagra sale in new zealand
    cheap viagra soft tabs
    cheap viagra ebay

    Responder
  22. 62 Raymond 05/10/2017 12:37

    microlending websites
    loans online for bad credit
    payday loans des moines iowa

    Responder
  23. 61 AlysonCmc 06/10/2017 22:07

    My friend and I went camping the other day. It was a very bad experience, as he wouldn’t let me sleep all night. He kept talking about random subjects and whined about his anxiety. I totally told him to click here and deal with it.

    Responder
  24. 60 Rogelio 06/10/2017 23:40

    where to buy viagra online
    generic viagra
    how can i order viagra online

    Responder
  25. 59 Matt 09/10/2017 19:29

    cheap viagra mexico
    viagra online
    cheap discount viagra

    Responder
  26. 54 AlysonUis 19/10/2017 22:29

    http://tinyurl.com/yckjs4ry

    Responder
  27. 52 Neville 21/10/2017 19:57

    levitra online buy
    levitra coupon
    order levitra from canada

    Responder
  28. 51 Daniella 22/10/2017 15:05

    cialis online buying
    buy cialis online
    cialis pills what are for

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios