Publicidade

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014 Sem categoria | 10:29

Descubra qual é o seu lugar ao sol

Compartilhe: Twitter
As respostas estão todas dentro de você

As respostas estão todas dentro de você

Recebi há poucos dias esta mensagem de uma leitora da coluna:

“Adriano, li um artigo seu e tomei a liberdade de lhe escrever este e-mail.

“Tenho 21 anos, estou pensando na minha carreira profissional, quero fazer uma faculdade, a princípio uma que ofereça EAD (Ensino à Distância).

“Nunca me imaginei sendo professora, sempre achei que não era pra mim, mas agora estou pensando seriamente em fazer Pedagogia, e me especializar na área infantil. Gosto muito de crianças e penso que é uma carreira que oferece uma entrada mais fácil no mercado de trabalho – sempre há vagas. A remuneração não é lá essas coisas, mas acredito que iria me sentir bem trabalhando com crianças.

“Também já me imaginei sendo massoterapeuta. Acredito que essa profissão está crescendo bastante…

“Eis a minha dúvida – o que eu deveria fazer? Às vezes me sinto perdida, sem saber pra onde correr, nem o que fazer…”

Querida leitora,

Obrigado por ler a minha coluna e por enviar a sua dúvida.

Penso que, aos 21 anos, você tem que experimentar. O melhor jeito de aprender é fazendo. Isso vale para carreira também. Meta a mão na massa. Ninguém lhe dará um melhor conselho do que a sua própria experiência.

Você tem, hoje, dois interesses profissionais. E você tem pelo menos 50 anos à sua frente para ser muito feliz profissionalmente. Fazendo uma dessas duas coisas. Ou tendo duas carreiras – uma em cada uma dessas profissões. Ou chafurdando em outras atividades que lhe encantarem ao longo do caminho – e que talvez nem tenham sido inventadas hoje.

Talvez você também possa tocar esses dois projetos em paralelo, pelos próximos anos. Enquanto você faz um curso de Pedagogia, e mais tarde, quem sabe, uma especialização em Psicologia Infantil, num curso presencial ou à distância, você pode se desenvolver como uma massoterapeuta, seja por meio de um curso de Fisioterapia, seja como uma técnica da área.

A questão da grana é importante, claro. Mas não é a única. Não esqueça disso. Uma coisa é o tanto que você coloca no bolso no fim do mês. Outra é o que vai fazer você sair feliz da cama de manhã, todos os dias do mês. O ideal é que essas duas luzes estejam verdes para você. Só uma, não adianta.

Em relação à demanda que há no mercado para uma determinada atividade, entenda que isso varia muito. Profissões quentíssimas há dez anos hoje nem existem mais. O que vai estar bombando daqui a cinco anos a gente nem tem como prever hoje. Portanto, sua decisão não pode estar ancorada nessa análise “externa” da situação. É fundamental você olhar para dentro e entender realmente o que faz seu olho brilhar. Somente depois disso, pense na capacidade do mercado de lhe absorver como uma nova profissional da área – inclusive porque, para bons profissionais, mesmo em setores disputados, sempre haverá um lugar ao sol.

O importante é descubrir qual é o sonho. O que lhe faz feliz. E correr atrás dele. Hoje, amanhã e depois de amanhã. Partiu. Beijo – e boa sorte!

Feliz Ano Novo!

Autor: Tags: , , , , , ,

2 comentários | Comentar

  1. 52 André dos Santos Crespo 02/01/2014 12:36

    Parabéns pelo ótimo comentário, Adriano e parabéns também à colega leitora, uma vez que a dúvida dela é a dúvida de muitos, inclusive a minha, no período dos 17 aos 25 anos.
    Abraços.

    Responder
    • Adriano Silva 02/01/2014 16:49

      Oi, André.
      Quem está começando tem que tentar, experimentar de tudo.
      E quem já está mais a frente na estrada, também.
      É o que penso.
      Abração e um ótimo 2014!

      Responder
  2. 51 ana flora 02/01/2014 13:47

    Adoro sua coluna! Mas discordo do trecho pelo menos 50 anos…. Tenho 53 anos, formação superior com pós graduação e emprego que é bom, nada! triste realidade do país tem a juventude como perfeição!
    O sol é para todos e faça sua carreira, tente várias frentes, mas antes dos 40 anos! Feliz 2014!!!

    Responder
    • William Douglas 03/01/2014 15:08

      Ana,
      Com 53 e para lidar c o preconceito tolo contra quem tem mais idade, recomendo o concurso público. Abcs!

      Responder
    • Adriano Silva 02/01/2014 16:48

      Oi, Ana. Seu comment me faz lembrar do Nelson Rodrigues, dando um conselho aos jovens: “Envelheçam!”. Desejo um 2014 lindo e cheio de realizações para você! Bj.

      Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios